• Amanda Santos

Gravar um vídeo vai muito além de uma boa câmera e uma boa luz – Parte 3

Acompanhe a terceira parte da série da Onze Trinta!

Já falamos por aqui de estética do vídeo e de montagem, e sobre como estes processos são importantes para a qualidade final do produto audiovisual. Continuamos a série com outro aspecto que compõe o vídeo: o enquadramento.


Como é percebida a narrativa

Podemos considerar a noção de enquadramento como a mais importante para a linguagem audiovisual. Enquadrar é, antes de tudo, determinar como o espectador vai perceber as nuances e o mundo criado pelo filme. Se um diretor tem um bom enquadramento, já é meio caminho andado para uma boa narrativa contada.


O que é visto pelo público

Mas antes, vamos ao básico: enquadramento pode ser resumido ao que será mostrado dentro do limite da tela, ou seja, o que será visto pelo público a cada movimento. O enquadramento depende de outros dois elementos: plano e ângulo de câmera. “Plano” talvez seja a palavra mais escorregadia no audiovisual; ela pode ser tanto uma noção estrutural de um filme, quanto o dimensionamento e disposição de uma imagem. Na composição do enquadramento, este plano é a distância entre o objeto – que pode ser uma pessoa, um material ou qualquer outra coisa ser filmada – e a câmera.


Planos americanos

Logo no início do cinema, os americanos criaram três tipos de planos que até hoje resolvem, mesmo de forma básica, a maioria das questões relacionadas ao enquadramento: O Plano Aberto Geral (ou Long Shot), em que o espaço se destaca na cena, já que câmera está distante do objeto, um plano de ambientação; o Plano Médio (ou Medium Shot), em que o objeto está a uma distância média, suficiente para não se confundir no espaço, mas não tão próximo a ponto de ser visto apenas os detalhes, que ficam com o Plano Fechado (ou Close-up), que foca o objeto de forma muito próxima.


Determinando o enquadramento

O papel de determinar o enquadramento é do diretor, que normalmente escuta o diretor de fotografia para conseguir os melhores resultados. Quando os dois entram em consenso, o que resta são apenas detalhes, ajustes finos. Assim, podemos perceber que o audiovisual é um trabalho em equipe acima de tudo. Simplesmente pegar o roteiro e sair filmando por aí não garante a qualidade.


Relação com o espectador

Como o enquadramento determina o tamanho dos objetos apresentados em cada quadro – assim como qual parte deles veremos –, a escolha do plano controla o que o espectador pode saber de uma determinada cena, e também exerce um efeito poderoso na forma como este interpreta, afetando sua resposta emocional. Além dos planos tradicionais americanos, há variações e ângulos de câmera diversos, que determinam também os eixos de ação, que afetam diretamente na percepção da narrativa. Por isso, o enquadramento é um dos elementos mais poderosos do audiovisual, e um dos mais importantes.


Ainda temos um aspecto da gravação audiovisual para tratar: a direção de arte!


Acompanhe nosso blog para saber mais, e conheça as soluções que a Onze Trinta pode trazer para o que você procura.

11 visualizações