• Verônica Gubert

O que é storytelling em vídeos corporativos?


O que é storytelling em vídeos corporativos?

A Onze Trinta te ajuda a entender esse conceito que muitos citam, mas poucos explicam...

“Narrativa ou relato de fatos reais ou fictícios. Narrativa de cunho popular ou tradicional; estória. Sucessão de acontecimentos passados relacionados a algo ou alguém.”

Estas são algumas definições para o termo “história” segundo o Dicionário Escolar da Língua Portuguesa (Companhia Editora Nacional). Ou seja: histórias são narrativas, sejam elas ficcionais ou não. Portanto, o ato de contar histórias deve significar passar essas narrativas adiante, não é mesmo? Se pensarmos no conceito de “storytelling”, que literalmente significa “narração de histórias” em inglês, a resposta não é tão simples.

Como já indicamos em um post anterior , já indicamos que a concepção de storytelling é aplicada aqui na Onze Trinta na hora de elaborarmos os roteiros de nossos projetos.

Mas, o que quer dizer storytelling em um contexto corporativo?

O autor Antonio Núñez López explicou o conceito em seu livro É melhor contar tudo (Editora Nobel): “É a arte e técnica usada para narrar qualquer tipo de história: de um filme ou uma campanha publicitária até um relatório comercial ou uma apresentação de empresa. Uma boa história é lúdica, sensorial e emocional, é carregada de sentido, é didática, mnemônica e favorece a coesão, participação e interatividade de seus destinatários”.

Raul Fernandes, CEO e diretor de fotografia da Onze Trinta, acredita que a técnica do storytelling é essencial para a assimilação das mensagens de uma marca por parte do público. "O storytelling, como é aplicado na publicidade, é contar uma história apresentando empresa ou produto gerando algum tipo de contexto ou emoção. A função principal da Onze Trinta é justamente essa, imergir no mundo do nosso cliente e gerar valor para sua marca por meio da produção de conteúdo".

Esse é o ponto: o poder da técnica é justamente a empatia, é fazer uma história conectar-se horizontalmente com quem a recebe. Dessa forma, ela é capaz de influenciar decisões por meio de uma narrativa, fazendo uso de personagens - e produtos - empáticos que tem o poder de ativar respostas biológicas de nosso cérebro.

Aplicação

"Sempre que pensamos em um roteiro partimos do seguinte ponto: precisamos contar uma boa história. Nessa construção levamos em conta a história do cliente, como ele se comunica, como o mercado que ele faz parte se comunica. Com essa imersão conseguimos contar uma história que emocione e gere valor para a marca do nosso cliente", explica Raul.

É impossível criar um roteiro hoje e não esbarrar no conceito de storytelling?

"A arte de contar histórias é da humanidade, contamos e registrarmos as coisas desde os tempos da caverna. É difícil ser humano e não esbarrar no conceito. Independente dos rótulos, acreditamos que só é possível construir um vídeo de sucesso quando estamos completamente alinhados com nosso cliente e com a forma como ele se comunica", completa o CEO.

Tem uma história para dividir com o mundo? Entre em contato e conheça todas as soluções que oferecemos na Onze Trinta!

#storytelling #produçãoaudiovisual #videocampanha #produtorasp #videocorporativo #videoinstitucional

29 visualizações