• Verônica Gubert

Como funcionam storyboards em vídeos corporativos?


Como funcionam storyboards em vídeos corporativos?

A técnica pode ser um diferencial estratégico na produção de conteúdo audiovisual

Você pode não se dar conta, mas há várias etapas entre a ideia para um vídeo e sua gravação. Uma das etapas mais determinantes é o storyboard. Significando algo como “o panorama de um filme”, o storyboard é a representação visual do planejamento das cenas de um projeto audiovisual.

Ainda ficou difícil? A ABCINE - Associação Brasileira de Cinematografia define storyboard assim: “[...] consiste em uma seqüência de quadros, no formato no qual serão filmadas as imagens do filme, onde são desenhadas as cenas da forma como imaginadas pelo diretor, incluindo o ângulo da câmera, a iluminação desejada, etc. Cada um desses desenhos pode ser acompanhado ainda de anotações sobre a cena, tais como a descrição da ação, do movimento, o som (ou sons) que a acompanharão, ou qualquer outra informação que se julgar importante”.

Ou seja: com o storyboard, o diretor coloca no papel como imagina cada cena, de forma que toda a equipe consiga enxergar sua visão, assim como se guiar durante a pré-produção e na hora da gravação.

“Na Onze Trinta, normalmente o storyboard é desenhado. Ele é muito importante para a entrega final. É nele que apresentamos nossas referências visuais para o projeto: enquadramento, movimento, iluminação e paleta de cores”, explica Raul Fernandes, CEO e diretor de fotografia da produtora.

Ele é desenvolvido a partir do momento em que roteiro e conceitos recebem a aprovação por parte do cliente. “Quando temos o roteiro aprovado, mostramos um moodboard - também conhecido como painel semântico - para o cliente. Nele, apresentamos imagens conceituais, de forma que nossas ideias para o vídeo sejam visualizadas. Assim que nossa ideia geral é aprovada, desenvolvemos as cenas no storyboard”, diz Raul. Uma das ferramentas mais utilizadas pela equipe para essa criação é o Photoshop.

Mas será que todos os projetos audiovisuais precisam de storyboard? Segundo Raul, cada etapa da produção demanda determinado tempo para acontecer. Assim, em projetos com deadline apertado, a Onze Trinta aposta em alternativas ao storyboard, para que o bom andamento da produção se dê independente da entrega. “Quando temos pouco tempo, optamos por um styleframe: uma espécie de storyboard de uma cena só. Conseguimos aplicar a maioria dos conceitos do vídeo nesta imagem”.

#videocorporativo #videoinstitucional #videocampanha #videoreceitas #videoanimação2D #vídeoanimação #Animação2D #Vídeoanimado #vídeocampanha #videosinstitucionais

56 visualizações